#BUVM no Sertão em 2018!

O que você procura?

28 de julho de 2016

Quando o púlpito vira palco!

Durante muito tempo, pensei que uma igreja sem púlpito fosse um sacrilégio. Afinal, o púlpito não é só um mobiliário importante, mas faz parte de toda uma liturgia de culto. É nele, no púlpito, que o sacerdote lê as palavras bíblicas, exorta e apoia os cristãos, incentiva e explica normas de conduta da Ética Cristã.

Quando começaram a retirar o púlpito e colocar artistas, meu coração meio que saltou da boca. Tive quase um enfarte. Achei surreal. No entanto, após uma longa observação de várias igrejas que percorri no sertão do Nordeste, no interior de Minas, no interior do Rio de Janeiro e em outras instituições que tive a oportunidade de estar... Percebi que o púlpito não é mais usado em sua origem natural. O mobiliário virou um saco de boxes, onde palestrantes esmurram várias vezes durante suas eloquentes afirmações.

O púlpito virou lugar de comunicação exagerada e narcisista, perdendo a finalidade no contexto do culto. Púlpito virou barraca de camelô, onde os palestrantes com sorrisinho largo e fingindo estar sem jeito pedem permissão ao pastor local para apresentar suas mercadorias: são livros, cds, dvds, chaveiros, marcadores de Bíblias e só não vendem calcinhas e cuecas autografadas porque seria pedir demais ao estômago dos anciãos.

Não se sobe mais com o temor de antigamente, não se encosta mais no microfone com a responsabilidade de antes... Não se fala mais de pecado, pra quê citar santificação e nunca fale dos falsos mestres... É capaz de você nunca mais ser chamado para ter oportunidade.

A infame Teologia da Prosperidade invadiu as falas dos profetas: “Eis que vou abrir as portas”, “Veja a chave que te entrego”, “Tome posse dessa casa”... A conquista material virou o baú dos tesouros dos profetas atuais. Aquele que entrega a profecia, ainda fica na esperança de ser lembrado por algum agrado. Ser profeta hoje é receber do que recebeu a profecia, algo por sua "ajuda espiritual". MERCENÁRIOS!

E os Congressos? Os congressos não são mais para despertar vocacionados, não possuem mais objetivo de orientar pessoas biblicamente... O negócio é angariar recursos, é ter renda, é repassar os recursos, é se enfurnar em livros caixas buscando superar metas. Os lobos devoradores vão entrando nas igrejas e as ovelhas burramente vão mostrando como a lã está bonita e a carne bem gordinha! 

Como se não bastasse o púlpito ser feito de mesa de camelô, ainda vemos muitos fazendo do púlpito o lugar das risadas. São pastores, conferencistas usando o microfone para “descontrair” o público. Alegrar um pouquinho. Arrancar a cara carrancuda dos velhinhos e desembaraçar os jovens reprimidos. Vamos rir! Vamos gargalhar! Afinal, a igreja está virando um belo teatro mesmo; cheio de personagens espalhafatosos com seus ternos brilhantes, seus anéis falsificados e muito sapato pontudo engraxado ao máximo para não deixar de brilhar.

O povo gosta de entretenimento, então, vamos “vacalhar” com os personagens bíblicos e trazer para a linguagem de hoje palavras como “Puta” e “Sacanagem” como se não fosse o profano no meio do sagrado, levando a galera a dar umas risadinhas e nem perceber que Deus já não está mais no ambiente.

São histórias contadas com tamanha entonação e interpretação que parece até que as “piadinhas” não afetam ninguém. – “São os novos tempos!” Dirão alguns! Vamos satirizar, vai ser mais fácil o entendimento das pessoas... São atores fingindo serem pastores! Comediantes usando da Didática Escolar para chamar a atenção dos “alunos”, prendendo a atenção daqueles que leem pouco, que não se informam direito, que não leem o texto todo, mas somente os títulos... Aqueles que julgam livros pela capa e perdem a oportunidade de aprender com o contexto.

E não podemos esquecer-nos dos psicólogos de plantão, que querem afirmar a todo custo que você não está curado. Você é um doente espiritual! Você precisa entender a Palavra de forma espiritualizada, precisa de encontros para se redescobrir, precisa relembrar falhas passadas e seguir em frente pensando só na alegria e na pureza do Evangelho. Esses são os piores! Fazem-me lembrar dos personagens antagonistas de histórias em quadrinhos e do espiritismo que tem algumas vertentes nesse contexto influenciando milhares de crianças e adolescentes através de desenhos e filmes.

Se somente lessem a Palavra e meditassem nela, não cairiam como “patinhos” em pregações tão esdrúxulas e com segundas intenções como essas. Receitas prontas que mexem com problemas emocionais muito naturais de acontecer ao ser humano enquanto estivermos nesta terra. 

Sério! A pregação deve ser pública, mas não precisa de terapia grupal!

É preciso buscar um cuidado maior no uso apropriado do púlpito na liturgia de culto. A Bíblia Sagrada é a verdade. Leiam! Não sejam presas fáceis de qualquer ardiloso teatrólogo, que interpreta bem o papel de pastor, que usa de artifícios para entreter seus ouvintes e ganhar popularidade entre seus membros.

A Bíblia é nossa regra de Fé! Faça de seus ensinamentos a sua prática cristã.

“E leram no livro, na lei de Deus; e declarando, e explicando o sentido faziam que, lendo, se entendesse.”
Neemias 8.8

Então, é melhor uma igreja sem púlpito, mas com artistas cheios da palavra e de louvores edificantes que mudem vidas do que uma igreja com púlpito tendo pastores "artistas" sobre ele, levando milhares ao inferno.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!

Missões Uruguai em Treinta y Trés.

Expedição Missionária Piauí.