Seguidores

O que você procura?

23 de setembro de 2014

Missionário e Previdência Social no Brasil - Parte 1.

Foto do Pr. Ricardo Miranda (Projeto Visão Indígena- Semipa)
“PORQUE GRANDE PARTE DOS MISSIONÁRIOS NÃO CONTRIBUI PARA PREVIDÊNCIA SOCIAL?” (Pr. Ricardo Miranda – Projeto Visão Indígena – SEMIPA).

Ontem, nós lemos essa pergunta numa REDE SOCIAL e refletimos sobre o assunto. Tirando o Curso de Capacitação de SEMIPA, não lemos em livros e nem escutamos em palestras ou conferências nenhum missionário, pastor ou agência falar sobre o assunto.

Lendo a frase, pensamos neste artigo de forma a ajudar missionários a pensarem no assunto, pastores a refletirem sobre esta necessidade e mantenedores a investirem nesta contribuição em prol dos missionários. De preferência, antes de saírem ao campo missionário, mas se lá já estão, como brasileiro, que sejam amparados pelo INSS.

Missionário que está no campo e não possui qualquer tipo de previdência social, privada ou pública pode passar apertos como revela o Pr. Ricardo Miranda: “Uma falta de responsabilidade tanto das igrejas, agências e dos próprios missionários, que com sede de servirem ao Senhor acabam não atentados para isso, e depois, quando há as enfermidades graves, acidentes etc... Lembram-se, às vezes, até tarde!”.

Não é difícil perceber missionários que são vítimas de acidentes que deixam sequelas físicas, missionários que são acometidos de enfermidades com sequela como: AVC e infarto; e, por último, missionários em fim de carreiras que não tem onde e nada a lançar mão quando retornam do campo de ação. Isso faz parte da vigilância cristã e não pode ser esquecida. Isso, sem esquecer dos brasileiros que vão para fora do país sem ter um seguro internacional. Quando falecem no campo (por perseguição ou causas naturais) há casos de seus corpos custarem até R$30 mil aos familiares ou às igrejas que os enviaram, para que possam ser enviados ao Brasil, por simplesmente, não terem o Seguro Internacional.

O missionário, na condição de trabalhador, tem o dever de filiar-se à Previdência Social, contribuindo com ela, como qualquer brasileiro. A contribuição lhe garantirá o direito de usufruir dos benefícios previdenciários. Como qualquer trabalhador, inclusive, donas de casa, devem realizar o pagamento da GPS (Guia da Previdência Social) o famoso “Carnê do INSS”.

Para quem nunca contribuiu é necessário fazer o cadastro para receber o número do NIT (Número de Identificação do Trabalhador). Quem já teve Carteira de Trabalho assinada, pode usar o número do PIS. O cadastro pode ser feito pessoalmente nas agências da previdência, pela central de atendimento (telefone 135) ou pela Internet no site http://www.previdenciasocial.gov.br/.

Não há no cadastro a função: “Missionário”, mas há “Ministro de Culto”. É importante ressaltar, que o servo de Deus deverá ir até uma Agência Missionária para cadastrar a nova atividade antes de começar a pagar, pois, em caso de necessidade de utilizar o benefício de Auxílio Doença, a Previdência irá vincular a incapacidade à profissão declarada. Se não houver o cadastro da atividade, o missionário deverá apresentar prova documental do seu exercício.

Lembrando que o cadastro para ser feito, deve ser agendado primeiro através do telefone no número 135. O pagamento deve ser efetuado até o dia 15 de cada mês e o preenchimento da guia pode ser realizado pela Internet no site oficial da Previdência Social ou ainda, manualmente, no carnê que pode ser adquirido em qualquer papelaria.

Foto do site: http://www.previdenciasocial.gov.br/.


(http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=460)

O importante é lembrar que tudo passa, assim como a juventude e precisamos nos preparar para as adversidades que este corpo natural nos traz ao longo de nosso serviço espiritual ou físico.

No próximos artigos, informaremos como escolher a forma de contribuição, os benefícios e como o missionário pode obter o Seguro Internacional.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!