QUAL É A SUA DESCULPA?

QUAL É A SUA DESCULPA?
Faça Missões! Obedeça a Ordem de Jesus Cristo.

Seguidores

O que você procura?

19 de março de 2013

Pr. Marco Ezequiel Ribeiro - Cinco anos de Bolívia.




Em 2011, nós escrevemos um artigo apresentando esta família missionária que está em Santa Cruz de La Sierra na Bolívia. Este mês, Pr. Marco Ezequiel e sua família completam cinco anos em solo boliviano. 


Graças a Assembleia de Deus em Alagoinhas na Bahia, nossos irmãos conseguem se manter como missionários na Bolívia. Graças ao mantenedores como você, este missionário tem conseguido distribuir Bíblias em espanhol, alimento às crianças, evangelizar os lugares distantes e continuar com o Projeto Bolívia para Cristo.



Em 2011, Pr. Marco realizava os cultos nos fundos de um quintal de uma irmã boliviana havia lhe emprestado. Graças a ajuda de mantenedores, conseguiu comprar um terreno e construiu esta congregação que vocês vêm nesta foto acima.

Lembrando, que material de construção na Bolívia é muito caro, vocês podem imaginar o quanto foi difícil erguer este templo ao Senhor Jesus para ajudar a levar conforto espiritual a um povo que não conhecia o nome do Senhor Jesus. 

São cinco anos pregando o Evangelho de Jesus Cristo apoiado por seu Ministério na Bahia, além de contar com o apoio financeiro de amigos e de mantenedores como nós. Então, seja solidário. Não deixe esta obra parar! Não deixe que as pessoas desta comunidade em Santa Cruz de La Sierra fiquem sem material de apoio como Bíblias, revistas, dvd´s e material ao Departamento Infantil. 

Nestes cinco anos, a igreja cresceu bastante e a responsabilidade pelas almas alcançadas também. Não basta ganhar para Cristo. É preciso consolidar estas almas na presença do Senhor e discipulá-las para que possam ganhar outras vidas. Isso só é possível com recursos financeiros e material impresso. Seja mais um nesta obra!





Pr. PAULO H. CUNHA - ESTRATÉGIAS DE EVANGELIZAÇÃO NA ITÁLIA.

FOTO ENVIADA PELO Pr. PAULO H.CUNHA


Tenho muito gosto em expor o Pr. Paulo Henrique Cunha, porque pregar na Europa é muito difícil, ainda que alguns ache que é muito fácil. Já postei aqui sobre o Pr. Paulo Cunha, enquanto era missionário em Portugal. Filiado à SEMIPA e apoiado pela SEMIADECIN, nós podemos visualizar nas fotos que envia em seus relatórios que falar de Cristo aos europeus é um enorme desafio, já que muitos são ateus.

Pr. Paulo H. Cunha e família ainda se adaptam à nova Cultura e Língua. A saudade da família ainda é muito forte, a vontade de visitar as igrejas brasileiras é grande, mas a necessidade e falta de obreiros na Europa é enorme e a necessidade de ficar se perpetua.

Leiam o relatório que recebemos e se puder, coopere financeiramente com esta obra. 


Castelnuovo del Garda, Itália, 19 de Março de 2013.

Quem está fraco, que eu não me sinta fraco? Quem não se escandaliza, que eu não me queime por dentro? Se devo me orgulhar, que seja nas coisas que mostram a minha fraqueza.” (2Co 11.29-30)

Amados irmãos e companheiros na obra missionária,

    Graça e paz vos sejam multiplicadas.
     Neste mês tivemos a grata alegria e prazer de receber a visita do nosso querido Pastor Júlio Cezar T. Machado e da sua esposa Delza. Apesar de terem sido poucos dias, foi um tempo muito abençoado para as nossas vidas e para os irmãos aqui, como também penso que contribuiu para que o Pr. Julio possa ter uma melhor compreensão dos desafios da Itália e dos demais países visitados. Que o Senhor possa continuar abençoando a vida, a família e o ministério do Pr. Julio, bem como a nossa amada igreja no Brasil e demais mantenedores, que têm priorizado sempre o trabalho missionário.

     Uma das coisas que me admira muito na Bíblia é o fato dela apresentar não somente os grandes feitos de homens e mulheres de Deus, mas também as suas fraquezas. A sinceridade do apóstolo Paulo me impressiona e me inspira a seguir os seus passos, como ele seguia os de Cristo (1Co 11.1). Se o apóstolo Paulo se sentiu fraco, porque deveríamos imaginar que os missionários atuais, vezes por outra, também não se sintam. Como o apóstolo Paulo não tenho motivos para me orgulhar senão na minha fraqueza, sabendo que é o Senhor que nos fortalece com a sua graça para obedecermos ao seu chamado.

     Além dos problemas do dia-a-dia, o missionário enfrenta a saudade (dos familiares, amigos, seu país, etc.), as restrições e a burocracia governamental por ser um estrangeiro, os desafios de aprender uma nova língua e de se adaptar à uma cultura diferente da sua, os desafios financeiros, mas, para mim, o mais difícil é a nossa limitação diante de tanta necessidade espiritual (tantas vidas perdidas). Existem ainda milhares de cidades sem uma única igreja evangélica, principalmente no Norte do país (onde estamos). Enquanto no Brasil, estamos acostumados a ver tantas igrejas evangélicas, em cerca de 70% das 8.092 cidades da Itália ou "comuni" (em italiano), isto é, em mais de 5.600 cidades, não há uma única igreja evangélica. Como gostaríamos de ver mais igrejas do Brasil buscando apoiar projetos para a evangelização dos italianos.

     Diante deste grande desafio me lembro de uma ilustração que ouvi há muitos anos e que escrevi em nossa primeira carta informativa (no ano de 2000), quando ainda nos preparávamos para ir para a Índia: “Um dia houve um grande incêndio em uma floresta, e todos os animais começaram a fugir desesperados. Depois, alguns pararam para verem uma coisa anormal; era uma pequena beija-flor que lutava bravamente contra o incêndio. Ela voava até um lago próximo da floresta e então enchia seu pequeno bico de água e depois jogava esta água sobre as altas labaredas de fogo na floresta. Neste momento os outros animais começaram a zombar da bravura desta beija-flor dizendo: - Pobre beija-flor, pensa que com este pouquinho d’água vai conseguir apagar este grande incêndio! Mas, a resposta daquela incansável beija-flor foi a seguinte: - Eu sei que com este pouquinho d’água não vou conseguir apagar este grande incêndio, mas pelo menos estou fazendo a minha parte!”

      Não é fácil, mas como a pequena beija-flor nesta ilustração, queremos muito fazer a nossa parte, apesar de parecer tão pouco diante de tamanha necessidade e desafios. Mesmo nos sentindo tão pequenos e fracos, podemos, tal como Paulo, ouvir Deus dizer: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza" (1Co 12.9).     

    Nós somos imensamente gratos a todos os amados irmãos que têm nos apoiado na obra missionária, segurando as cordas da oração e contribuição. Somos muito gratos a Deus pelas vidas de todos vocês. Muito obrigado por estarem conosco na obra missionária e por fazerem a vossa parte!

Motivos de oração:
  * Por nossa saúde física, emocional e espiritual;
  * Pelo Matheus, que está no Brasil;
  * Pelos nossos estudos e pela fluência na língua italiana;
  * Por direção, estratégias e graça de Deus para alcançarmos os italianos com a mensagem do Evangelho;
  * Por novos mantenedores e pelas nossas finanças.

     Com gratidão, 


Pr. Paulo Henrique, Alessandra e Lucas
========================================
Banco do Brasil Ag 3159-3 C/C 6573-0
Banco Itaú Ag 6116 C/C 00485-1

15 de março de 2013

DIP 2013 - OREMOS PELOS PERSEGUIDOS!

http://www.portasabertas.org.br/cristaosperseguidos/


Quem nunca ouviu falar em perseguição aos cristãos?
Quem nunca ouviu falar do Domingo da Igreja Perseguida?

Há 25 anos o Portas Abertas apoia essa ideia de orarmos juntos por nossos irmãos que não possuem a mesma liberdade religiosa que temos aqui no Brasil. Seja mais um nessa causa. Entenda o que é e como funciona esse evento e envolva sua igreja nesse propósito de oração.
                     
-------                                        --------  


Domingo da Igreja Perseguida: 26 de maio de 2013

Os cristãos perseguidos contarão mais uma vez com o envolvimento da Igreja brasileira. Há 25 anos, a Portas Abertas patrocina o Domingo da Igreja Perseguida, mais conhecido como DIP. O evento reúne milhares de igrejas em todo o Brasil e até em outros países, em um único dia, para lembrar a realidade de cristãos que enfrentam a hostilidade e a opressão por conta de sua fé.

O objetivo do DIP é fazer com que a Igreja no Brasil conheça, se interesse e divulgue a causa da perseguição religiosa. Os departamentos infantis, de teatro, de jovens e de louvor das igrejas preparam diversas atividades para mobilizar os membros de suas comunidades. Algumas igrejas separam o dia todo, repleto de ações e outras parte do culto, mas o importante é que cada vez mais os cristãos brasileiros estão tendo ciência das dificuldades que seus irmãos vivenciam diariamente e estão se envolvendo em oração. Em 2012, mais de 5.500 igrejas no Brasil participaram do DIP, levantando um clamor para que a Igreja Perseguida permaneça firme.

Para que o DIP aconteça, a Portas Abertas conta com organizadores voluntários. É necessário realizar o cadastramento no site www.domingodaigrejaperseguida.org.brpara ter acesso aos materiais que a organização disponibiliza para download. São ideias de peças de teatro, pregações, atividades infantis, campanhas de oração, testemunhos, campanhas de doação e arquivos de imagens e vídeos que relatam a vida de milhares de cristãos ao redor do mundo. Há muitas opções de atividades no site para que o DIP seja o mais eficiente possível na tarefa de conscientizar a Igreja brasileira. Ele é completo e traz muitas informações sobre o que é o evento, como participar, como doar, além de permitir interação por meio de comentários

Além dos materiais disponíveis para donwload, quem se cadastrar (a quem chamamos de "organizador"), receberá em sua residência um kit com um passo-a-passo, cartazes, teasers e crachá.


Mobilização

O DIP não é considerado apenas mais um evento para as igrejas. Ele tem aimportante função de mobilizar e fazer com que as pessoas se envolvam orando, doando e até mesmo indo visitar os cristãos perseguidos. A Igreja no Brasil está despertando para essa realidade, mas ainda há muito o que fazer.

Muitos cristãos brasileiros sequer ouviram falar sobre perseguição e quando passam a ter conhecimento, acreditam que é coisa da Igreja Primitiva. A mídia, entretanto, mostra cada vez mais situações que relatam guerras e opressão religiosa. Um exemplo atual é o que está acontecendo no Mali, país africano estreando na sétima posição da Classificação de países por perseguição, lista elaborada anualmente pela Portas Abertas Internacional que analisa os 50 países mais opressores ao cristianismo. O Mali nunca esteve nas classificações anteriores, mas devido a um golpe militar de Estado em março de 2012, o país está vivendo momentos de tensões e mudanças políticas, refletindo diretamente na perseguição à Igreja. O norte foi dominado por milícias islâmicas e, portanto, todas as igrejas dessa região foram destruídas e milhares de cristãos tiveram que fugir para o sul ou para países vizinhos.

"Eu entreguei minha vida a Cristo há dois anos, mas todos os membros de minha família são muçulmanos. É por isso que minha esposa e filha me desprezam", disse Mohamed Habi, um refugiado do Mali.

A Portas Abertas, juntamente com a Igreja brasileira, pode fazer muito pelos cristãos perseguidos e o DIP é uma oportunidade para que os organizadores levem para suas comunidades a realidade de pessoas como Mohamed.


Tema: Mulheres

O DIP 2013 terá foco especial nas mulheres da Igreja Perseguida. Dependendo do país de origem, a mulher já é desprezada pela sociedade. Sendo cristã, esse desprezo aumenta e elas são consideradas "nada" para seus familiares e vizinhos.

Muitas dessas cristãs tiveram seus maridos presos e até mortos. Muitas ficam com a responsabilidade de continuar o trabalho da igreja na ausência dos maridos. Mas, além de todo sofrimento, elas continuam tendo suas tarefas como mães e precisam prover as necessidades dos filhos.

Ser mulher e aceitar Cristo como Senhor e Salvador pode trazer muitas consequências para essas cristãs, mas o DIP existe para que os cristãos brasileiros ajam em favor delas em oração.


Ajude-nos a divulgar!

Para que mais pessoas conheçam o que acontece ao redor do mundo com os cristãos que decidem ficar firmes em sua fé, precisamos de ajuda! Caso você esteja disposto a divulgar esse evento em suas mídias, prepararemos banners, materiais, artigos e o que for necessário para apoiá-lo nessa divulgação. Estou a disposição para atendê-lo e tirar suas dúvidas. Basta enviar um email paraimprensa@portasabertas.org.br e retornaremos.

Juntos, vamos ajudar nossos irmãos que têm seu direito à liberdade religiosa negado. Envolva-se nesta causa! 

 
Ana Luíza Vastag
Jornalista
Portas Abertas Brasil
 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!