Translate/Tradutor

BÍBLIA DE RECURSOS PARA O MINISTÉRIO COM CRIANÇAS - APEC.

"A criança precisa saber que Bíblia nos ensina a lidar com os problemas"

3º Seminário Missões Com Crianças

Em 2018, nosso Seminário já tem data e hora acertadas. Dia 17 de novembro, das 14 às 19h. As inscrições serão feitas através de um site, onde você poderá pagar em crédito, débito ou boleto, recebendo seu ingresso pelo e-mail.

TEMA: "Resgatando Crianças sem Céu!

Nosso evento sempre tem foco missionário... Estaremos abençoando Pr. Ilano Bispo que está em Pucallpa no Peru e faz um excelente trabalho com crianças.

Em 2018, mais um missionário será abençoado com sua presença!

LOCAL: Igreja Missionária Nova Vida da Tijuca.

PALESTRANTES: Fechando última palestrante para divulgação de banner!

O que você procura?

5 de dezembro de 2011

ANTROPOLOGIA EM MISSÕES.


Todo pessoa que almeja ser missionário ou que recebeu o “Chamado” missionário precisa de duas coisas essenciais para exercer este ministério: treinamento e saber como se comunicar com as pessoas. 

O candidato a missões precisa entender as pessoas. Muitos missionários não conhecem o povo e a cultura para onde foram enviados. O estudo da Antropologia se faz necessário, pois contém ferramentas teóricas para o trabalho prático missionário, trazendo conhecimentos que levantarão algumas tentativas para estratégias a serem usadas nas hipóteses para a prática missionária.

Um missionário nunca é missionário só porque recebeu a unção e foi enviado. O missionário se faz missionário quando vai para uma cultura diferente da sua com a capacidade de conhecer e interagir com essa cultura. É muito importante que este missionário não ofenda a cultura local. O Apóstolo Paulo sabia reconhecer costumes e tradições e as usava como estratégia para uma ação em suas viagens missionárias.

O estudo da Antropologia é muito importante num seminário ou curso de missiologia, pois ajuda na adaptação cultural e contribui com as missões na medida em que capacita os missionários a se comportarem dentro do contexto próprio do povo a qual foram inseridos. 

Querer que os próprios valores comandassem o dia-a-dia sobre o povo é um erro fatal. O ideal é que o missionário se adapte ao modo cultural desde que não entre em conflito com o evangelho. É importante que ele reconheça a diferença da cultura, e a partir desse reconhecimento, comporte-se adequadamente de maneira coerente. A Antropologia ajuda a amenizar o impacto cultural vivenciado pelas famílias missionárias.

O missionário não deve aceitar os fatores culturais que são contrários a Palavra de Deus. O missionário ao pregar o evangelho de Jesus pode vir a encontrar conflitos, tendo em vista as outras religiões existentes no meio do povo. Aí o que vai entrar é a “batalha espiritual”, em que precisará ser fiel pelo evangelho de Cristo, e não poderá aceitar nenhum tipo de sincretismo ou mistura. A sã doutrina deve ser defendida a todo o momento.

Não fazemos aqui exaltação de uma religião sobre a outra. Não é isso! Apenas precisamos ficar atentos para avaliar da melhor maneira todas elas, segundo nosso critério de verdade e justiça, desde que não sobrepúnhamos na aceitação de valores morais absolutos, qualquer que seja a cultura em questão.

Outra situação que se precisa ter atenção é quanto à língua local, onde há o perigo da contextualização, quando tentamos traduzir uma mensagem na língua local e na cultura do povo. A tradução deve ser feita muito meticulosamente, porque a língua e a cultura do povo tendem a distorcer o verdadeiro conteúdo da evangelização. 

Se não tivermos cuidado, o Evangelho pode ser convertido à cultura. Por isso, é preciso fazer isso com critério, respeitando os costumes, tradições e hábitos do outro povo evitando situações constrangedoras. Enfim, devemos aceitar o que parece estranho e não questionar o que não compreendemos, mas realizar o diálogo... SEMPRE!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

#BUVM no Sertão em 2018!

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!

Missões Uruguai em Treinta y Trés.

Expedição Missionária Piauí.