COMUNICADO:

Irmãos e leitores,
o Projeto Missões Com Crianças não faz doações em dinheiro a ninguém. Tudo que arrecadamos em espécie, compramos e enviamos aos nossos missionários que são abençoados pelo Projeto, como a Expedição Missionária Piauí.

A nota de compra enviamos a quem deposita em nossa conta e envia o comprovante pelo zap. Não fazemos parcerias para ser intermediário de nenhum missionário no Brasil ou no Exterior. Se você quer ofertar em dinheiro a algum missionário divulgado em nosso BLOG, por favor, fique a vontade para depositar diretamente em suas contas.

No nosso projeto, aceitamos apenas para comprar material de evangelismo infantil e enviar aos parceiros pessoalmente. Não somos intermediários de doações. Que isso fique claro!

O que você procura?

17 de outubro de 2011

MAIS - Mário Freitas e o desafio financeiro em Missões Transculturais.


http://gazetaonline.globo.com

Este mês li um artigo tão importante para Missões que o coloco aqui como ponto fundamental neste meu texto com o objetivo de despertar as igrejas mantenedoras de missionários fora do Brasil. Afinal, temos que protegê-los e, se necessário, desafiar a Igreja a agir com maior determinação na questão do sustento missionário.

Não podemos fechar nossos olhos aos que vivem fora do Brasil fazendo a obra missionária e vivendo em países onde o Real, nossa moeda monetária, não tem valor financeiro direto. As igrejas precisam entender que a maioria esmagadora dos brasileiros em missão no exterior tem nas igrejas do Brasil sua fonte pagadora e esta precisa estar consciente de sua missão mantenedora.

Mário Freitas é pastor, missiólogo e presidente da MAIS (Missão em Apoio à Igreja Sofredora) e foi através dele que entendi que Missões Transculturais não podem ser vista como um passeio para fora do Brasil, aonde se vai para levar a Palavra e serviço social apenas. http://feativa.wordpress.com/2011/09/26/os-missionarios-brasileiros-no-exterior-e-a-alta-do-dolar/

Neste momento de crise mundial em que o dólar oscila o tempo todo e o Real está valorizado em poucos países, nós precisamos entender que não podemos fechar nossos olhos para esta realidade cruel. O Pastor Mário Freitas afirmou em seu texto Os missionários brasileiros no exterior e a alta do dólar:

“Talvez, para uma família que gaste pouco, cotidianamente num passeio no shopping com refeição e cinema, não faça diferença, mas para uma família missionária, ou para um pastor da igreja sofredora essa oscilação nos mercados internos mexem diretamente com nossos missionários no exterior.” E ele acrescenta: “100 dólares significa mais da metade do sustento mensal necessário a um pastor na região perseguida de Orissa, na Índia; 115 dólares refere-se à mensalidade escolar do filho de um pastor haitiano, em Porto Príncipe. Muitos deixam de estudar por não terem esse recurso; 115 dólares é o valor referente à taxa de visto de entrada para a maioria dos países. Quase todos os consolados cobram no mínimo US$ 100 por um visto; A soma de 115 dólares ao longo de 12 meses (US$ 1380) pode garantir uma passagem aérea de ida e volta do Haiti para o Brasil mesmo em alta temporada, para que o missionário visite a família e confirme seu sustento entre as igrejas parceiras; Em baixa temporada, uma passagem do Norte da África para o Brasil (Sudão ou Egito) pode custar US$ 1500. Portanto, US$ 115 mensais são quase suficientes; 100 dólares é o sustento mensal de um pastor no Burundi. A quantia de US$ 115 seria um bom salário no país.”

Logo, nós percebemos que a alta do dólar é um castigo a qualquer missionário fora do país. Isto é, prejudica sua manutenção. A Crise Mundial não mudará da noite para o dia, então, é necessário que a Igreja se disponha a sustentar de forma responsável seus missionários, prestando atenção às situações econômicas no país em que os mesmos estão inseridos.

Na prática, há muito que pode ser feito. A igreja brasileira tem como correr atrás da diferença, para que o missionário goze de tranquilidade no campo para realizar seu trabalho espiritual para com as pessoas que necessitam de seu apoio. Pr. Mário Freitas afirma que:

  • “O ideal é que a verba votada para o sustento de um missionário transcultural seja calculada em dólar;
  • O conselho missionário da igreja precisa estar sempre informado acerca das alterações econômicas e cambiais que tenham ligação com os países para onde enviaram missionários;
  • O conselho missionário deve estar em constante contato com o missionário no campo, para saber como a crise econômica e cambial o afeta.”
A verdade é que pedimos conscientização das igrejas para que os missionários brasileiros em campo transcultural não possam ser prejudicados. Oremos por eles, nossos pastores, missionários e os que coordenam a vida financeira dos países para que Deus tenha misericórdia de nós, enquanto viventes nesta terra, pois as crises mundiais existirão para que o que está escrito na Palavra de Deus se cumpra. Entretanto, não podemos vir como resultado... Debandadas de missionários do campo ou retornos precoce dos mesmos.

Acesse o site com o artigo do Pastor Mário Freitas e leia na íntegra e com mais detalhes essa situação financeira por qual muitos missionários enfrentam neste momento de Crise Mundial.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUAL É A SUA DESCULPA?

QUAL É A SUA DESCULPA?
Faça Missões! Obedeça a Ordem de Jesus Cristo.

#BUVM no Sertão em 2018!

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!

Missões Uruguai em Treinta y Trés.

Expedição Missionária Piauí.