QUAL É A SUA DESCULPA?

QUAL É A SUA DESCULPA?
Faça Missões! Obedeça a Ordem de Jesus Cristo.

Seguidores

O que você procura?

11 de outubro de 2011

Missões Urbanas - O que significa?



Hoje fala-se muito em “Missões Transculturais” ou estrangeiras, que pode ser assimilada a frase "até aos confins da terra", no entanto, “Missões Urbanas”... Quase não se fala! 

Por muitos anos, aprendemos nas EBD´s (Escola Bíblicas Dominicais), que Missões é o trabalho que a igreja realizava em outros países. Ainda hoje, há pessoas que creem assim, mas a realidade é outra. 

Missões é um contexto muito mais amplo e significativo para nós na atualidade, porque a entendemos em um contexto muito maior, em que se inclui uma tarefa cooperativa de agências missionárias que treinam obreiros para desenvolver esta tarefa de pregação do Evangelho e das igrejas locais que enviam tais missionários. 

Atos 1.8 
"Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra."

A palavra Missões que, aliás, é um vocábulo que não está na Bíblia. É uma palavra de origem latina "missio", que significa: enviando. Logo, “Missões Urbanas” é uma ação evangelística que a igreja realiza em sua própria cidade, no discipulado dos novos convertidos, na consolidação dos lares e pelas ruas próximas a congregação. 

"E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo." Atos 5.42

“Missões Urbanas” é a Igreja "enviando" seus membros ao evangelismo. “Missões Urbanas” é a Igreja "indo" em cumprimento à ordem deixada por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Cada Igreja tem a missão de evangelizar as pessoas ao seu redor, localizadas na sua própria cidade, bem como o desafio de inaugurar igrejas em seu próprio país e nas demais nações ao redor do mundo. A atividade missionária da Igreja deve iniciar-se sempre pelas ruas da sua proximidade; e isto é evangelização urbana.

A Igreja do Senhor Jesus através dos primeiros discípulos obedeceu à ordem dada, pois iniciou os seus trabalhos com este tipo de evangelização urbana... Afinal, começaram por Jerusalém como se lê em Atos 2.46 e 47"Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.".

A Igreja recebeu uma ordem que não pode ser esquecida... Afinal, o evangelismo não é uma opção. É uma ordem dada pelo Senhor da Igreja. O cristão é servo de Cristo. Ao servo não cabe alternativas senão a de obedecer à ordem do seu Senhor. Nós somos responsáveis pelas almas perdidas ao nosso redor, até que lhes falemos do Amor de Jesus Cristo. Um dia... Nós todos seremos chamados para prestar contas do que realizamos ou deixamos de realizar em relação às almas que ainda não conhecem ao Senhor Jesus. Nós é que teremos de nos justificar e teremos que nos apresentar por não termos falado de Cristo. A responsabilidade é de toda igreja, mas também é individual. É de cada membro!

O sucesso de Missões Urbanas no Rio de Janeiro e demais estados de nosso Brasil irá depender da postura dos departamentos que se envolvem com evangelismos e missões. No entanto, há muitas igrejas envolvidas nestas áreas, que possuem Departamento de Missões com estruturas administrativas bem elaboradas e em plena atividade, porém com atuações fracas em evangelismo. São departamentos que insistem em estar isolados. Ficam presos a cultos, confraternizações e congressos em prol de arrecadação financeira, pois sustentarão os missionários que estão no interior ou fora do país ou simplesmente.... Só arrecadarão mesmo. No entanto, acabam por isolar-se da tarefa maior que é evangelizar a todos.

Nem todas as igrejas brasileiras trabalham assim. O melhor exemplo são os departamentos das Igrejas Batistas... Trabalham juntos e são coordenados por uma só pessoa em sua maioria. No entanto, muitas igrejas insistem em fazer esta separação de departamentos, o que faz com que a atuação em evangelismos e cruzadas seja quase zero nesta área urbana. Aliás, muitos departamentos missionários não fazem regulamente evangelismos nas proximidades de suas igrejas, não cooperam com evangelismos de suas congregações e tampouco dispõem de estratégias ou programação específica para “Missões Urbanas”. Preferem isolar-se de seus bairros através dos compromissos administrativos e se afastam em seu "grupinho" fechado da possibilidade de encontrar um vocacionado ao serviço.

O resultado é que isolam outro departamento que nem deveria existir, o “Departamento de Evangelismo” que, sim, deveria estar acoplado ao de missões.  Muitas vezes, o evangelismo está isolado de missões. Um erro que acarreta em um índice de crescimento fraco destas igrejas que, normalmente, torna-se insignificante, pois por conta dos poucos membros e obreiros que querem estar nos evangelismos... O crescimento não acontece.

Missão urbana é e deve ser a prioridade número um para a Igreja neste início do Século XXI, que deseja ter crescimento para Glória de Deus com Salvação de Almas. No entanto, ainda há missionários com visão pequena para “Missões Urbanas” e preparam-se para “Missões Transculturais”, pois estas lhe darão mais destaques.

O que é preciso para mudar?

Um trabalho de equipe entre todos nós membros da Igreja do Senhor Jesus e  de nossos líderes através de:
  • oração;
  • jejum;
  • envolvimento dos membros;
  • organização dos ministérios;
  • estratégias;
  • cultos ao ar-livre;
  • "cruzadas";
  • ações sociais;
  • cadastramentos dos que aceitam a Cristo e acompanhamento dos mesmos;
  • envio de cartas a estes novos convertidos para que sintam-se acolhidos consolidando a permanência na igreja;
  • visitação nas casas;
  • discipulado e, principalmente, o;
  • acompanhamento pastoral.
“Missões Urbanas” é uma realidade e deve ser compreendida como uma necessidade que não pode acabar.


LEITURA RECOMENDADA:
  1. SMITH, Oswald J., O Clamor do Mundo, Editora Vida: 1994;
  2. DAWSON, John, Reconquiste Sua Cidade Para Deus, Editora Betânia: 1995;
  3. FÁBIO, Caio, Igreja - Crescimento Integral, Editora Vinde Comunicações: 1995;
  4. CHO, Paul Yonggi, Grupos Familiares e o Crescimento da Igreja, Editora VIDA: 1992;
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!