#BUVM no Sertão em 2018!

O que você procura?

30 de setembro de 2011

Pr. YOUCEF NADARKHANI - O MUNDO PEDE SUA LIBERTAÇÃO.


Em fevereiro deste ano, eu postei um artigo sobre o Pr. Iraniano, Youcef Nadarkhani, que tinha sido preso em outubro de 2009, pelas autoridades iranianas sob a acusação de apostasia da fé. Isto é, o pastor era ex-muçulmano e tornara-se um cristão. 


Ontem, em todas as redes internacionais e nos jornais missionários mais respeitáveis da Internet, inclusive em vários blogs cristãos, nós lemos e relemos o repúdio mundial às leis impostas pela Constituição islâmica, que ameaça enforcar o Pr. Nadarkhani caso não renegue sua fé em Jesus Cristo. Durante três dias consecutivos, só neste mês de setembro, o Pr. Youcef compareceu perante o júri iraniano e foi impelido a renegar a Jesus Cristo pelo juiz, no tribunal de Rasht, Gilan, província do Irã. Segundo a Campanha Internacional para os direitos humanos, Nadarkhani enfrenta a possibilidade de ser executado por enforcamento sob alegação de apostasia ainda este ano.

Pastor cristão, casado e pai de dois meninos, Nadarkhani nasceu de pais muçulmanos e se converteu ao cristianismo aos 19 anos. Antes de sua prisão, ele era um pastor da Igreja do Irã, uma congregação que abrigava 400 pessoas na cidade de Rasht. Sua sentença de morte sob a acusação de apostasia foi confirmada em 23 de agosto de 2010 pela Corte de Apelações da Província. A sentença de morte foi revogada em 28 de Junho, enquanto se aguardava o “arrependimento” de Nadarkhani.

Segundo, relatórios da Christian Solidarity Worldwide, em Julho 2011, a Suprema Corte emitiu um veredicto, indicando que a sentença de morte só será revogada se puder ser demonstrado que Nadarkhani era um muçulmano após a idade de quinze anos. Em outras palavras, se ele se tornou um cristão antes da idade de quinze anos, ele não será processado - mas se ele permaneceu muçulmano após essa idade e depois se converteu ao cristianismo, a sentença de morte vai ficar, a menos que ele desminta.

Catherine Ashton, chefe da política externa da EU (União Européia) também pediu para que a libertação seja uma: "libertação imediata e incondicional". Pediu ainda que a República Islâmica do Irã respeitasse suas obrigações internacionais e seus compromissos. Inclusive, sobre a liberdade de religião ou crença no caso de Nadarkhani ir à morte.

O Senado brasileiro manifestou-se sobre o assunto através do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), que pediu que o governo iraniano revogasse a sentença imposta pela Lei Sharia, que condena à morte os iranianos que vêm de uma família muçulmana e deixam de professar o islamismo, e assim que se libertasse o Pastor Youcef Nadarkhani. Em aparte, o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), senador Paulo Paim (PT-RS), comprometeu-se a entregar ontem, 29 de setembro de 2011, um documento ao presidente do senado federal José Sarney (PMDB-AP) para que seja enviado à Embaixada do Irã, em apoio ao pastor.

Oremos para que a libertação deste pastor seja imediata e para que Deus esteja com ele neste momento difícil.

Fontes para criação do artigo:






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!

Missões Uruguai em Treinta y Trés.

Expedição Missionária Piauí.