QUAL É A SUA DESCULPA?

QUAL É A SUA DESCULPA?
Faça Missões! Obedeça a Ordem de Jesus Cristo.

Seguidores

O que você procura?

19 de novembro de 2009

Pr. Eliel Gomes e o Projeto S.O.S. África Ministry.

http://www.sosafricaministry.org/

Pr. Eliel Gomes é o fundador e presidente do Ministério S.O.S. África. Desde 1988 faz Missões em Johannesburg, onde mantém a Igreja Assembleia de Deus Nova Aliança. São 21 anos de vitórias e muita luta vencida. Dentro deste Ministério há o Projeto de Adoção de Obreiros nacionais moçambicanos. Com a ajuda das ofertas que doamos nos cultos missionários, além de ajuda de mais de 60 colaboradores, Pr. Eliel tem tido condição de suprir a necessidade destes obreiros no campo. Só que ainda é pouco, pois os recursos acabam rápidos e são caros demais nesta região do mundo.


Em 12 anos de existência da ADNA - Assembleia de Deus Nova Aliança na África do Sul, a formação de novos obreiros locais na área do discipulado e preparação é um desafio constante. Além da Escola Bíblica na cidade de Beira em Moçambique, há na África do Sul um curso de formação de obreiros na própria igreja e isso já dá frutos.

Em abril passado, a ADNA iniciou a implantação de mais uma igreja em Joahannesburg, na área conhecida como WEST TURFFONTEIN, onde há uma concentração enorme de pessoas de língua portuguesa. O objetivo é fazer do local, que já é um ponto de pregação, uma igreja formada, como aconteceu na zona leste do Estado. O responsável por este trabalho maravilhoso na África se dá pelos cooperadores do Pr. Eliel Gomes, o Pastor Carlos Omar, assessorado pelo Pb. Adilson Araújo e o Dc. José Amaral. O trabalho começou com 16 pessoas na sala de uma casa e já conta com mais de 25.
Em junho deste ano mais um desafio foi iniciado pelo Pr. Eliel Gomes e sua equipe de obreiros. Em meio às rígidas leis de Angola, em parceria com a Assembleia de Deus Pentecostal no Kilamba-Kiaxi, bairro de Luanda, foi dado início os trabalhos no país angolano. Uma grande vitória, já que para uma igreja ser registrada oficialmente precisa ter 10 mil membros no mínimo.

Ainda em junho, outro fato deu motivo de muita glorificação ao nome do Senhor Jesus... O batismo de 23 pessoas. Um recorde total, que somado aos outros membros batizados de junho do ano passado para este em 2009 demonstra um crescimento de quase 50% da ADNA - Assembleia de Deus Nova Aliança em menos de um ano. 

A UNAADECIN (União de Adolescentes da ADECIN - Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Cidade Nova aqui no Rio de Janeiro) é uma parceira neste investimento espiritual.




Maiores informações podem ser obtidas através do site oficial do S.O.S - África Ministry: http://www.sosafricaministry.org

E-mail: mission@sosafricaministry.org


Fonte: 
S.O.S. - África News
Edição-Abril/Maio e Maio/Junho-2009.

13 de novembro de 2009

Pr. VARUGUESE CHERIAN - MISSÕES NA ÍNDIA E SUAS DIFICULDADES.



Apesar dos vários investimentos em setores de tecnologia da informação e telecomunicações que melhoraram algumas áreas urbanas na Índia... Apesar de ser uma potência emergente e estar em 12ª lugar na economia do Mundo, a Índia ainda concentra inúmeras diferenças sociais, religiosas e políticas.

Um quadro de misérias como a falta de saneamento básico, a fome nas regiões rurais, o raquitismo de crianças e o abandono de idosos doentes e debilitados com sintomas de desnutrição é alarmante. A incidência do HIV (AIDS) é grande também. Muitos indianos nem sabem que possuem a doença. Alguns foram contaminados, devido a ações dos dentistas ao ar-livre, que arrancam dentes de seus pacientes com material precário. Muitos destes objetos são alicates comuns e sem nenhum tipo de esterilização.




Há muitas favelas na Índia, inclusive com casas construídas com restos de latas e de madeiras à beira de rios, além de milhares de tendas que abrigam até 14 famílias localizadas em abrigos. Tais abrigos estão cheios de indianos refugiados da perseguição extremista como a que ocorreu em Kandmahal no ano passado (2009).


FOTO GOOGLE
Neste episódio em 2009, milhares de vilarejos foram atacados. Os indianos tiveram suas casas apedrejadas e queimadas. Igrejas cristãs derrubadas e destruídas e as pessoas que não conseguiram fugir foram assassinadas dentro de suas próprias casas ou ameaçadas de mortes caso não renegassem o Nome de Jesus e voltassem ao hinduísmo ou a umas das várias crenças locais. A pressão feita por várias Organizações Mundiais foi imediata e houve uma diminuição nos ataques, porém, eles ainda acontecem.





A Índia é um país difícil de evangelizar, mas não é impossível. Só no Estado de Orissa há mais de 62 tribos com mais de 62 tipos de linguagens diferentes (dialetos). A evangelização se torna difícil. Às vezes, é necessário andar com um tradutor local. Se já não bastasse o problema da linguagem, há o problema das distâncias de um vilarejo para outro que é enorme ou de difícil acesso. Muitos lugares só se chegam através de canoas improvisadas ou pequenas balsas. O melhor meio de transporte é a moto ou os próprios pés, mas a incidência de pessoas picadas por cobras é enorme. Por isso, as motos são mais utilizadas.





Fonte:
Pr. Varuguese Cherian
(GGM - Grace Gospel Ministries)
http://www.facebook.com/ggmorissa

9 de novembro de 2009

Indisciplina gera "Disciplina".

Foto Google
Muito se tem falado, ultimamente, em “disciplinas” exageradas nas igrejas como um fator de abuso de poder. Dificilmente, relaciona-se “disciplina” a indisciplina do membro. A “disciplina” ocorre nas igrejas quando um membro falta com a ética e a moral ou causa danos materiais à igreja ou a terceiros. 

É um momento em que o membro fica impedido de participar da Santa Ceia, de participar dos grupos de departamentos da igreja e deve continuar comparecendo aos cultos e escola dominical, para entender como a relação social deve ser cultivada de forma espiritual e prática. Seria como uma reprovação na escola, que merece ser avaliada.

A indisciplina é sempre relacionada aos adolescentes e jovens que passam por momentos difíceis durante o período da Maturação, momento em que mudam de uma fase para outra na vida. Quando a questão é direcionada às igrejas, o foco muda. Passa a ser uma questão de “rebeldia” e “divergência de opiniões”. 

Mas o que motiva adolescentes, jovens e adultos com cargos “importantes” a cometerem uma falta cabível de “disciplina”? Como podemos diminuir esta ação nas igrejas? Diminuir no sentido de estar em comunhão, não no sentido de eximir de culpa o pecador.

Qual é a principal causa de disciplinas nas igrejas no antigo Século? Adultério, fornicação, roubo, transtorno de personalidade... E neste Século não é diferente. 

Outra causa de indisciplina é a falta de participação dos membros da igreja nas atividades da mesma. Se ele não comparece aos cultos é cabível de “disciplina”, se este não coopera nos departamentos da igreja é um “membro de banco” e torna-se logo estigmatizado pelos demais. Mas por que disciplinar alguém neste contexto, que pode ser orientado, evitando a tão não mais temida “disciplina”? Por que disciplinar alguém que não está satisfeito com a “rotina” que lhe é imposta? Não seria mais fácil buscar formas de mantê-lo pelo amor, pela motivação, pela participação própria e pela Graça?

A falta de infra-estrutura tem levado muitos membros a ficarem em suas casas e alguns acabam por ficarem em “disciplina” por estarem em indisciplina. Muitos nem querem estar numa igreja em que os cultos não começam na hora ou não terminam numa hora adequada. Se não for um servo dedicado ao Senhor Jesus, com certeza, ficará desmotivado, pois é normal do ser humano trair seus próprios interesses. 

Mas o que faz com que haja “indisciplina” nas igrejas a ponto de causarem “disciplina”? Afirmo que a indisciplina só ocorre quando há falta de motivação dos integrantes do ministério em orientar melhor os membros da igreja. Quanto na verdade, “indisciplina” deveria ser visualizada como um reflexo de uma gestão que precisa de mudanças. Não que esta gestão seja incompetente, mas que precisa se reformular para melhor atender às dificuldades dos relacionamentos inter e intrapessoais. É fato!

Em resumo, indisciplina ocorre por falta de motivação, participação e infra-estrutura. Não! Não! Não! Não é isso! É por culpa do membro mesmo. Dirão alguns. O membro é quem peca. O membro é quem não pensa igual ao seu líder. O membro é que corre contra a direção certa. A culpa sempre é do membro. Quem leva a disciplina? O membro.

Não queremos excluir a "disciplina", porque a mesma é necessária. O que pedimos é uma reflexão maior dos gestores, neste caso pastores, para que melhor orientem seus membros. E quanto aos membros que pensam que igreja é lugar de bagunça... convertam-se!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!