COMUNICADO:

Irmãos e leitores,
o Projeto Missões Com Crianças não faz doações em dinheiro a ninguém. Tudo que arrecadamos em espécie, compramos e enviamos aos nossos missionários que são abençoados pelo Projeto, como a Expedição Missionária Piauí.

A nota de compra enviamos a quem deposita em nossa conta e envia o comprovante pelo zap. Não fazemos parcerias para ser intermediário de nenhum missionário no Brasil ou no Exterior. Se você quer ofertar em dinheiro a algum missionário divulgado em nosso BLOG, por favor, fique a vontade para depositar diretamente em suas contas.

No nosso projeto, aceitamos apenas para comprar material de evangelismo infantil e enviar aos parceiros pessoalmente. Não somos intermediários de doações. Que isso fique claro!

O que você procura?

4 de fevereiro de 2018

O que missionários devem saber sobre Mutilação Genital.


A circuncisão genital feminina é conhecida como mutilação genital feminina e consiste na remoção ritualista de parte ou de todos os órgãos sexuais externos femininos, como o clitóris, o prepúcio clitoriano e, em alguns casos, inclusive os pequenos e grandes lábios. É realizada com uma lâmina de corte, normalmente sem anestesia, em alguns países da África, Ásia e Oriente Médio. "Não traz nenhum beneficio à mulher, mas consequências que dependem do procedimento realizado. Entre elas estão dor, infecções, hemorragias, complicações no parto e impossibilidade de engravidar. De uma forma geral, as mulheres ficam impossibilitadas de ter prazer no ato sexual

Pelo menos 200 milhões de mulheres vivem com mutilação genital em 30 países, segundo a Unicef. Na maior parte deles, a prática atinge menores de cinco anos.

Segundo o Unicef, três países – Egito, Etiópia e Indonésia – concentram metade dos casos. Das 200 milhões de vítimas, 44 milhões são meninas de até 14 anos. Em vários países, a prevalência da mutilação genital nessa faixa etária supera 50%. Na Indonésia, por exemplo, cerca de metade das meninas de até 11 anos já foi submetida à prática. No Iêmen, 85% das garotas são mutiladas na primeira semana de vida, segundo o Unicef.

Já os países com uma maior prevalência de casos na faixa dos 15 aos 49 anos são a Somália, com 98%, a Guiné, com 97%, e o Djibouti, com 93%.

Isso precisa sair da invisibilidade , precisamos falar a respeito, unir forças pra proteger essas mulheres.


Texto de Laizi Marques em seu perfil do Facebook - https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1576235865791438&set=a.463832670365102.1073741826.100002151200670&type=3&theater - Acesso em 04.02.2018 às 00:24.





31 de janeiro de 2018

Caminhando pelo sertão do Piauí.


A caminhada no sertão chuvoso é uma experiência totalmente diferente de outros lugares do Piauí que já fui na seca mesmo. Em Itainópolis, a grama estava verde, as árvores estavam florescendo novamente, os pássaros cantavam mais alto que os urubus comendo carniça na beira da BR.

Sim, eu vi gado morto à beira da estrada. Vacas, bois, cachorros, bodes e cabras, mas preferi não tirar fotos disso. já tem muito sensacionalista fazendo isso em outros espaços. O sertão não é só miséria. É terra de muita melancia também. Como amei entrar em casas e receber melancia como lanchinho. Que povo agradável e sincero!

As caminhadas eram longas da base à igreja, da igreja à base e nos povoados de casa em casa e fomos aprendendo muito sobre perseverança e fé. Como o sertanejo não desiste em situações difíceis. Apesar de vários casos de suicídio que ouvimos, as pessoas tentam vencer um dia de cada vez. Uns suportam com mais experiência, outros reclamando, outros perdendo a fé e outros sendo renovados na fé.

Como encontramos pessoas que a fé já tinha se esvaído, que não acreditavam mais no amor de Deus e sentiam-se desamparadas por eles pelas perdas de parentes queridos em situações de dor. 

Para muitos pode parecer só mais uma expedição, mas para nós é o mover do Espírito Santo na vida de todos.


Desta

Acampamento é varrido por vendaval e chuvas torrenciais no sertão do Piauí.


Uma das experiências marcantes que tivemos nesta primeira expedição de 2018 (Itainópolis/PI) foi visualizar barracas inteiras voando do chão, sendo varridas por um vento nordeste que apareceu do nada.

Foi um corre corre para prender as barracas no chão, para fechar as que estavam abertas, para tirar dos varais roupas que voavam no pequeno redemoinho que formou aos fundos da escola... As equipes estavam nos povoados, a escola tinha apenas as equipes de base (cozinha, limpeza e logística de materiais a serem doados). Poucas pessoas!

Foram menos de 15 minutos de ventania, mas foram suficientes para realizar uma bagunça no pátio com barracas de Camping jogadas uma por cima das outras após voarem. Nunca vi algo parecido nas expedições que fui. Pior foi a chuva que chegou logo após a ventania. Chuva forte e torrencial. Glória a Deus e Aleluia gritamos todos. O sertão está sendo regado. Em seguida, "As barracas" e dá-lhe corre corre novamente.

Para nós não importa chuva ou sol, o importante é que as pessoas estavam sendo ministradas. Deus abençoe o sertão!




Erros que o Líder de Ministério Infantil não pode cometer.



1. Falta de comunicação

2. Falta de elogio

3. Criação de ambiente de desconfiança

4. Não defesa do subordinado

5. Promessa daquilo que não pode cumprir

6. Aceitação de bajulação

7. Falta de educação

8. Fuga da responsabilidade

9. Soberba, não saber ouvir ou obedecer

10. Ausência de conhecimento das forças e fraquezas da equipe.

Acesse e leia mais a respeito: http://www.revistamda.com/erros-de-visao/

Betel Publicações e a gama de livros maravilhosos sobre Missões.


Uma das editoras que amamos conhecer no CBM (Congresso Brasileiro de Missões) no ano passado foi a Betel Brasileiro Publicações. São tantos livros preciosos da área missionária que fica difícil qual escolher para ler primeiro.

Entre no site oficial e aprecie uma boa compra. Vale a pena gastar seu dinheiro num desses livros. É um investimento precioso!


Cruz nas esquinas da BR


Uma das cenas que mais me chamou a atenção nas caminhadas pelas estradas e ruas da cidade de Itainópolis foi a quantidade de cruzes que vi pelo caminho.

Algumas nas encruzilhadas e outras na beira da BR. Segundo moradores representam vidas que se foram em acidentes de moto ou atropelamentos.

Uma forma de alertar outros motoristas de que o local é perigoso e necessita de atenção.

Cultura local.
Eu preferiria uma placa, mas...

Sertão de Itainópolis - Há esperança.


Caminhar em terra batida, areias quentes... Sentir cheiro das fezes dos animais, ouvir os besouros voando... O sol castigando nas costas, os fios dos cabelos pegando fogo, o vento quente batendo no rosto, ar ofegante, garganta seca... É isso que um expedicionário passa ao caminhar nos povoados de casa em casa.

O objetivo é atender a cada família e para isso, não importará a sede ou o cansaço. Todos caminharão. Do mais velho ao mais novo, as pernas continuarão a andar, as mãos continuarão a carregar as Bíblias, as sacolas... A fala ficará embargada, a garganta seca, os olhos arderão com a claridade do sol batendo na areia branca ou amarelada, mas a vontade de falar de Jesus ao sertanejo nunca passará.

Bater palmas nas suas portas continuarão. Dizer boa-tarde e caminhar casa adentro é nossa missão. Os alpendres receberão as cadeiras feitas a mão, os bancos de madeira acolherão corpos cansados, mas cada um deles deixará uma palavra. 

Há esperança para o sertanejo e não podemos deixar de entrar nestas casas. Não podemos deixar de ouvir suas histórias incríveis de como teem sobrevivido a seca, em como a esperança deles é renovada quando se fala em Deus. Pessoas de semblante tão cansado, corpos tão franzinos, crescimento tão debilitado. Homens e mulheres menores que 1,65, crianças com corpos de adolescentes. Alguns com sequelas de tratamentos médicos que não receberam adequadamente.

Mas há esperança no sertão. Em todo lugar vemos a vida tentando sobreviver ao sol escaldante. 


EBF em Itainópolis no Piauí.


A 16ª Expedição Missionária Piauí a cada ano nos permite servir a Deus em nosso próprio país, realizando a obra missionária entre os grupos minoritários no sertão. Passamos seis meses arrecadando doações e buscando parcerias, para que na EBF (Escola Bíblica de Férias) sertaneja possamos ver o agir de Deus de forma acentuada e presencial. Sentimos a presença de Jesus através de cada sorriso. São tantas as histórias. 

Crianças que saíram dos povoados e vieram andando para participar da EBF, crianças da cidade que nunca sequer entraram dentro da igreja local e no nosso evento aparece e participa de todas as atividades... Pais que não acreditavam no trabalho dos "amarelinhos" como, gentilmente, somos chamados... E, de repente, se vêem impactados com os filhos participando ativamente das atividades.



Nosso BLOG, assim como o nosso Projeto Missões Com Crianças não é o organizador deste evento. A organização é toda da Expedição Missionária Piauí. Desde 2015 abraçamos o sonho de Eliézer Castro e não nos arrependemos, pois é muito bom visualizar as crianças entrando nas igrejas, trazendo os pais pelas mãos, crescendo a confiança durante as atividades.

Muitas entram desconfiadas, olham tudo a redor. Outras entram pensando nos brinquedos e quando vem já estão cantando e dançando conosco. Não podemos deixar de agradecer a gama de expedicionários maravilhosos que participam do evento. Pessoas de vários Estados do Brasil que realizam um trabalho magnífico. Pessoas dedicadas que chegam apresentando peças, louvores, jograis e brincadeiras lúdicas que realmente enaltecem a Jesus cristo culminando numa pregação Cristocêntrica.






















A próxima Expedição acontecerá entre os dias 15 e 21 de julho de 2018. O lugar ainda não foi escolhido, mas o sertão está nos esperando!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUAL É A SUA DESCULPA?

QUAL É A SUA DESCULPA?
Faça Missões! Obedeça a Ordem de Jesus Cristo.

#BUVM no Sertão em 2018!

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!

Missões Uruguai em Treinta y Trés.

Expedição Missionária Piauí.